quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Repositório digital como ambiente de inclusão digital e social para usuários idosos

VECHIATO, F.L. Repositório digital como ambiente de inclusão digital e social para usuários idosos. 2010. 183f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2010. Disponível em: <http://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/vechiato_fl_me_mar.pdf>.

Resumo
A sociedade contemporânea, caracterizada como sociedade da informação ou sociedade em rede, encontra-se intimamente relacionada ao uso de tecnologias de informação e comunicação (TIC), com destaque à World Wide Web (WWW), que possibilita a criação de conteúdo e o acesso à informação sem barreiras de tempo e espaço. Observamos o crescimento do número de adeptos a essa tecnologia desde sua criação, em meados da década de 1990 e, dentre eles, destacam-se os usuários idosos, os quais encontraram na Web um ambiente em que podem desenvolver diversas atividades, como a comodidade em realizar tarefas cotidianas, de se informarem sobre questões relacionadas ao envelhecimento humano entre outras. Entretanto, verificamos que muitos ambientes informacionais da Web não possuem uma Arquitetura da Informação desenvolvida com foco nas necessidades específicas desse público, dificultando sua usabilidade e acessibilidade e, conseqüentemente, dificultando a inclusão digital e social desse grupo de usuários. Nesse contexto, objetivamos identificar elementos que viabilizem a inclusão digital e social dos idosos a partir dos estudos em Arquitetura da Informação, Usabilidade, Acessibilidade e Comportamento Informacional, no contexto da Ciência da Informação, bem como a aplicação desses elementos em um repositório digital construído para a Universidade Aberta à Terceira Idade – UNATI – UNESP.  Consideramos que um repositório digital que abarque assuntos de interesse e produções de idosos e que apresente elementos inclusivos viabiliza sua inclusão digital e social. Para a aplicação da pesquisa, utilizamos a pesquisa-ação, que possibilita aos pesquisadores e participantes a identificação dos problemas e objetivos da pesquisa, bem como o planejamento e a execução das ações para sua resolução; e para a execução dessas ações são utilizados principalmente grupos focais para a discussão de como conduzi-las. A pesquisa-ação permeou essencialmente dois objetivos: a inclusão digital dos alunos da UNATI – Marília, por meio de cursos de informática, visando sua capacitação para o uso das TIC; e a construção participativa do repositório digital da UNATI – UNESP, junto aos alunos da UNATI – Marília. A ação para a inclusão digital por meio dos cursos de informática foi possível através da investigação de elementos do construtivismo que direcionaram o processo de ensino-aprendizagem. A construção participativa do repositório digital da UNATI – UNESP, por sua vez, se efetivou com respaldo em estudos que revelaram as necessidades da instituição e dos alunos, contribuindo para a identificação de elementos que favorecem a inclusão digital e social dos usuários idosos.

Palavras-chave: Repositório Digital. Arquitetura da Informação. Inclusão Digital e Social. Envelhecimento Humano. Tecnologias de Informação e Comunicação. Informação e Tecnologia.

Nenhum comentário:

 
Copyright 2009 Arquitetura da Informação Digital. Powered by Blogger Blogger Templates create by Deluxe Templates | Blogger Styles | WP by Masterplan